"Não tem crime de responsabilidade"

"Não tem crime de responsabilidade"

“Não tem crime de responsabilidade”

Lider

O líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence (PT-BA), reafirmou hoje (31), em entrevista à imprensa, a sua convicção de que o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff não será aberto porque não existe crime de responsabilidade. “Eu nunca tive dúvida disso e qualquer pessoa que tenha o mínimo de conhecimento técnico que ler a peça (o pedido de impedimento da presidenta) confirmará que ela não praticou qualquer crime de responsabilidade. Por isso, o impeachment é golpe”, reforçou.

Afonso Florence fez questão de destacar que a defesa apresentada ontem (30), pelos autores do pedido de impeachment, na comissão que analisa o processo, foram frágeis juridicamente e sem qualquer comprovação de que a presidenta Dilma desrespeitou a lei  de responsabilidade fiscal. “Ficou claro que o advogado e a advogada que pedem o impedimento são militantes da oposição. Eles ofereceram ali argumentos políticos e não jurídicos. Não pode ser político apenas. Tem que ter componente técnico. E isso não tem, não há crime de responsabilidade”, enfatizou.

O líder petista disse que no Brasil hoje há um verdadeiro levante popular em defesa da legalidade democrática. “Nós temos que reconhecer isso. Hoje movimentos sociais, juristas, personalidades, partidos de oposição ou governo se posicionam contra o impeachment em defesa da legalidade democrática”, afirmou. Florence chegou a citar o exemplo do PSOl, que faz oposição ao governo Dilma, mas é contra o impeachment.

Recomposição – Afonso Florence defendeu ainda a recomposição do governo, com a saída do PMDB da base aliada. “Não tenho dúvida de que são coisas distintas, a apreciação do pedido de impeachment e a recomposição do governo com o objetivo de o País sair da crise”. Ele enfatizou que o tema central do momento tem que ser o de sair desse ambiente de crise artificialmente construído por uma oposição que resiste em aceitar o resultado eleitoral. “A presidenta Dilma tem mandato delegado pelo povo brasileiro”, concluiu.

Fonte: PT na Câmara

Foto: Salu Parente/PT na Câmara

Close