Empossados membros do Conselho Acreano de Artesanato

Empossados membros do Conselho Acreano de Artesanato

Empossados membros do Conselho Acreano de Artesanato

Artesãos

A vice-governadora do Acre, Nazareth Araújo, participou nesta quarta-feira, 30, no Novo Mercado Velho, da solenidade de posse dos membros do Conselho Acreano de Artesanato, instituído pelo governo do Estado por meio da lei n° 3.004/2015.

O colegiado tem a função de deliberar sobre a política estadual de apoio ao artesanato, por meio da integração dos diversos órgãos e entidades que trabalham no segmento. O desenvolvimento e a preservação da cultura do artesanato acreano também competem ao órgão.

De caráter consultivo e vinculado à Secretaria de Estado de Pequenos Negócios (SEPN), o conselho é constituído por membros natos, representantes de instituições, pessoas físicas ligadas ao artesanato e um secretário executivo.

“São 18 conselheiros, que representam a democratização dessa cadeia de pequeno negócio, com a participação mais intensa dos artesãos acreanos”, disse Henry Nogueira, presidente do conselho e titular da SEPN.

_MG_7394

A venda de artesanato acreano movimenta o Mercado Velho Novo (Foto: Val Fernandes/Secom)

Vera Lúcia da Silva Santos, da cooperativa de artesanato Amazônica Paiol, que representa 22 artesãos acreanos, falou sobre o que representa para o setor a posse do conselho.

“Para a gente, é mais um ganho. Já somos reconhecidos nacionalmente com nossa carteira de artesão, e podemos participar de feiras em todo o país. São espaços de troca e aprendizado”, disse.

A primeira-dama do Estado e coordenadora do Acre Solidário, Marlúcia Cândida, anunciou a reforma de um prédio onde vai funcionar o conselho.

“A posse garante mais organização, para que eles possam usar o fundo do artesanato para gerir todo o processo da matéria-prima, da compra, da formação e da venda do artesanato. Em breve eles terão sede própria para que o conselho possa funcionar”, falou.

Nazareth Araújo ressaltou que, no ano passado, a atividade gerou mais de R$ 3 milhões de produtividade para a categoria. Além disso, já foi aprovado um fundo pela Assembleia Legislativa que garantiu R$ 300 mil para a capacitação e organização das atividades desenvolvidas pelos artesãos.

“No mês internacional do artesanato, a instalação desse conselho mostra o compromisso do nosso governo com a cultura e com a arte feita pelos artesãos acreanos. É assim que o artesanato deve ser reconhecido e valorizado.”

FONTE: Agência de Notícias do Acre

 

Close